Nota

A Doutrina Espírita nos convida ao estudo; mas alerta-nos que sem Obras nunca seremos verdadeiramente ESPÍRITAS.

Seguidores

sábado, 10 de dezembro de 2016

SÓ PODE DAR AQUELE QUE TEM



Para Refletir:

Um dia, que será noite em teus olhos, deixarás pratos cheios e móveis abarrotados, cofres e enfeites, para a travessia de grande sombra; entretanto, não viajarás de todo nas trevas, porque as migalhas de amor que tiveres distribuído estarão multiplicadas em tuas mãos como bênçãos de luz.

Meimei 

Michel Pépé - Le Mantra du Coeur
https://www.youtube.com/watch?v=PRPe-rIxkvs

Extraído de: http://espirito-de-cura.blogspot.pt

domingo, 27 de novembro de 2016

O *AMOR* É O CAMINHO QUE NOS CONDUZ A *DEUS*




Para Refletir:

Por onde formos, Jesus, Mestre Silencioso, nos chama ao testemunho da lição que aprendemos.


Nas menores experiências, no trabalho ou no lazer, no lar ou na via pública, eis que nos convida ao exercício incessante do bem.

Nesse sentido, o discípulo do Evangelho encontra no mundo o santuário de sua fé e na Humanidade a sua própria família.

Assinalando, pois, a norma cristã, como inspiração para todas as lides cotidianas, ouçamos a palavra do Senhor em todos os ângulos do caminho, procurando segui-lo com invariável fidelidade, hoje e sempre. 


Emmanuel


Michel Pépé × L'eau De Cristal
https://www.youtube.com/watch?v=WeRE9FSQDYE

Extraído de: http://espirito-de-cura.blogspot.pt

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

O CAMINHO DO *AMOR* É O *PERDÃO*




Para Refletir:

Perdoa agora, hoje e amanhã, incondicionalmente. Recorda que todas as criaturas trazem consigo as imperfeições e fraquezas que lhe são peculiares, tanto quanto, ainda desajustados, trazemos também as nossas.

Chico Xavier 

Michel Pépé : Hommage à la Vie. Souvenez vous d'où vous venez....wmv https://www.youtube.com/watch?v=vKTbgh4ZjZc

Extraído de: http://espirito-de-cura.blogspot.pt

*AMAR* É DOAR DE SI MESMO




Para Refletir:
 
Hoje mesmo, em casa, alguém te pede entendimento e carinho e, além do reduto doméstico, legiões de pessoas aguardam-te os gestos de fraternidade e compreensão.

Recorda que a fonte da caridade tem nascedouro em ti mesmo e não descreias da possibilidade de auxiliar.

Para transmitir-nos semelhante verdade, Jesus, a sós, sem fiança terrestre, usou as margens de um lago simples, ofertou simpatia aos que lhes buscavam a convivência, confortou os enfermos da estrada, falou do Reino de Deus a alguns pescadores de vida singela e transformou o mundo inteiro, revelando-nos, assim, que a caridade tem o tamanho do coração.

Meimei

♡ Michel Pépé - La Rose Magnifique - Elixir d'Amour
https://www.youtube.com/watch?v=QqVPPLAhAus

Extraído de: http://espirito-de-cura.blogspot.pt

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A ERA DO *AMOR*

 
Para Refletir:

Especialmente nesta hora chegou à Terra o Espiritismo, a fim de convidar as criaturas desnorteadas a encontrar o rumo nos deveres éticos, restaurando a paz e a alegria real nos corações, sem a música mentirosa das sereias mitológicas...

Restaurando a palavra de Jesus, propõe uma revisão ética dos postulados do Cristianismo também ultrajado, a fim de que se revivam os comportamentos de Jesus e dos Seus primeiros discípulos, dando lugar à lídima fraternidade, à iluminação de consciências, ao serviço da caridade.

Joanna de Ângelis

Moonlight Sonata - Beethoven
https://www.youtube.com/watch?v=vQVeaIHWWck

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O BEM É MUITO SIMPLES



Você já sorriu hoje?

É provável que não tenha percebido o valor do sorriso.


Esse conjunto de peroladas gemas que você traz na boca, ao se mostrar no impulso da sua alegria, é capaz de mover incríveis obstáculos, de transformar ocorrências ou de iluminar vidas.


É muito fácil sorrir. O sorriso é muito simples. É como respirar...


Compreensível é que você se sinta tímido para realizar uma pequena gentileza por falta de hábito; ceder um assento a alguém; carregar um pacote para algum idoso, gestante ou para quem esteja com dificuldades; prestar uma informação com boa vontade ou silenciar diante de alguma provocação maligna.


Afinal, nas vias terrenas, a esperteza criminosa, a pornografia granfina, a violência diária, o desequilíbrio, é que costumam receber aplauso, merecer páginas de jornais e virar notícia de televisão quase sempre. 


Pense, porém, que é imprescindível que a gente aprenda a criar intimidade com a bondade.


Torna-se muito simples fazer o bem, desde que você não esteja assoberbado por mágoas, por culpas, por anseios gananciosos ou estados de rebeldia íntima.


No esforço de aproveitar cada um dos seus dias, faça o bem que puder, qualquer que ele seja, onde você estiver, porque o bem responde sempre com novo bem, que se dirige, invariavelmente, às pessoas que lhe deram nascedouro.


Muito bom e fácil de ser desenvolvido é o ato voltado para a bondade, para a benignidade, para a gentileza em qualquer nível.


Praticar o bem em qualquer das suas dimensões, seja objetiva ou subjetivamente, significa acumular alegria e harmonia no próprio coração.


* * *

Onde estejamos, seja onde for, não olvidemos estender o sorriso, por oferta sublime da própria alma.


Ele é o agente que neutraliza o poder do mal e a oração inarticulada, que inibe a extensão das trevas.


Com ele, apagaremos o fogo da cólera, cerrando a porta ao incêndio da crueldade.


Por ele, estenderemos a plantação da esperança, soerguendo almas caídas na sombra, para que retornem à luz. 


Em casa, é a benção da paz, na lareira da confiança.


No trabalho, é música silenciosa incentivando a cooperação.


No mundo, é chamamento de simpatia.


Sorrindo para a dificuldade, a dificuldade transformar-se-á em socorro de nossa vida.


Sorrindo para a nuvem, e ainda mesmo que a nuvem se desfaça em chuva de lágrimas em nossos olhos, o pranto será conforto do céu, a fecundar-nos os campos do coração.


Não nos roga o desesperado solução do enigma de sofrimento que lhe persegue o destino. Implora-nos um sorriso de amor, que renove as forças, para que prossiga em seu atormentado caminho.


E, em verdade, se os famintos e os nus nos pedem pão e agasalho, esperam de nós, acima de tudo, o sorriso de ternura e compreensão que lhes acalme chagas ocultas.


Não condenemos as criaturas que se arrojam aos precipícios da violência e do crime. Ofereçamos o sorriso generoso da fraternidade, que ajuda incessantemente, e voltar-se-ão, renovadas, para o roteiro do bem.


Sorrindo,trabalhemos e aprendamos, auxiliando e amando sempre. 


Lembremos de que o sorriso é o orvalho da caridade e que em cada manhã, o dia renascente no céu é um sorriso de Deus.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 27, do livro Ações corajosas para viver em paz, pelo Espírito Benedita Maria, psicografia de Raul Teixeira, ed. Fráter e no cap.Sorriso, do livro Sentinelas da alma, pelo Espírito Meimei, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. IDEAL. Em 5.8.2016.


Fonte: http://www.momento.com.br

segunda-feira, 13 de junho de 2016

DESAFIOS DO MÉDIUM NA PRÁTICA MEDIÚNICA - Armando Falconi

Descrição: Yasmin Madeira realiza entrevista com o expositor espírita Armando Falconi sobre o tema "Desafios do Médium na Prática Mediúnica" no programa Despertar Espírita Mediunidade, Produzido pelo Clube de Arte. Exibido na tvnovaluz.com

domingo, 8 de maio de 2016

MISSÃO DO HOMEM INTELIGENTE NA TERRA

Descrição: 032- Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 7 - item 13 - Missão do Homem Inteligente na Terra.  Recanto da Prece - Campo Grande - MS - Brasil.

    

segunda-feira, 25 de abril de 2016

POR UM POUCO


"Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado." Paulo (Hebreus, 11:25)

Nesta passagem refere-se Paulo à atitude de Moisés, abstendo-se de gozar por um pouco de tempo das suntuosidades da casa do Faraó, a fim de consagrar-se à libertação dos companheiros cativos, criando imagem sublime para definir a posição do espírito encarnado na Terra.

"Por um pouco", o administrador dirige os interesses do povo.

"Por um pouco", o servidor obedece na subalternidade.

"Por um pouco", o usurário retém o dinheiro.

"Por um pouco", o infeliz padece privações.

Ah! Se o homem reparasse a brevidade dos dias de que dispõe na Terra! Se visse a exigüidade dos recursos com que pode contar no vaso de carne em que se movimenta...

Certamente, semelhante percepção, diante da eternidade, dar-lhe-ia novo conceito da bendita oportunidade, preciosa e rápida, que lhe foi concedida no mundo.

Tudo favorece ou aflige a criatura terrestre, simplesmente por um pouco de tempo.

Muita gente, contudo, vale-se dessa pequenina fração de horas para complicar-se por muitos anos.

É indispensável fixar o cérebro e o coração no exemplo de quantos souberam glorificar a romagem apressada no caminho comum.

Moisés não se deteve a gozar, "por um pouco", no clima faraônico, a fim de deixar-nos a legislação justiceira.

Jesus não se abalançou a disputar, nem mesmo "por um pouco", em face da crueldade de quantos o perseguiam, de modo a ensinar-nos o segredo divino da Cruz com Ressurreição Eterna.

Paulo não se animou a descansar "por um pouco", depois de encontrar o Mestre às portas de Damasco, de maneira a legar-nos seu exemplo de trabalho e fé viva.

Meu amigo, onde estiveres, lembra-te de que aí permaneces "por um pouco" de tempo. Modera-te na alegria e conforma-te na tristeza, trabalhando sem cessar, na extensão do bem, porque é na demonstração do "pouco" que caminharás para o "muito" de felicidade ou de sofrimento.

XAVIER, Francisco Cândido. Fonte Viva. Pelo Espírito Emmanuel. FEB. Capítulo 42.


Fonte: http://www.reflexoesespiritas.org

sexta-feira, 15 de abril de 2016

DOUTRINA ESPÍRITA PARA PRINCIPIANTES (COMPLETO)

Descrição: 1. A doutrina espírita, 2. A codificação, 3. Deus, 4. Imortalidade da alma, 5. Reencarnação, 6. Leis morais e aspectos diversos, 7. Mediunidade e 8. Obsessão e passes.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

A VIDA APÓS A MORTE - Raul Teixeira

Descrição: Raul Teixeira fala sobre a Existência e Sobrevivência dos Espíritos. Raul Teixeira é Físico e Médium Espírita. Produzido pelo Programa Terceira Revelação. Reprisado pelo programa Espírito e Vida da Federação Espírita do Rio Grande do Norte (FERN)


terça-feira, 29 de março de 2016

A TRANSFORMAÇÃO MORAL SEGUNDO O ESPIRITISMO - SUELY CALDAS SCHUBERT SEACL - 25 Nov 2015

Descrição:

Colaboração: Web Tv Nova Consciência...Evangelizando para o Futuro! http://livestre.am/49BOu You Tube: https://www.youtube.com/channel/UC84_... WebTv Nova Consciência/FILMES com Conteúdo Espírita http://iblups.com/tvnovaconsciencia


DIMENSÕES ESPIRITUAIS DO CENTRO ESPÍRITA - Suely Caldas Schubert

Descrição:


Conheça: ----------------------------------------­----------------------------------------­--------- MANSÃO DO CAMINHO - Obra Social do Centro Espírita Caminho da Redenção. Rua Jayme Vieira Lima, nº 104 - Pau da Lima - CEP 41.235-000 Salvador/BA | Telefone: 71 3409-8320 Divaldo Franco, juntamente com Nilson de Souza Pereira, Tio Nilson, fundou esta obra de amor e de fraternidade no dia 15 de agosto de 1952, na cidade do Salvador, que é mantida com a venda dos livros psicografados, vídeos, cds e colaborações. http://www.mansaodocaminho.com.br/man... http://www.mansaodocaminho.com.br/liv... http://www.mansaodocaminho.com.br/col... ----------------------------------------­----------------------------------------­--------- REMANSO FRATERNO http://www.remansofraterno.org.br/ ----------------------------------------­----------------------------------------­--------- FEBtv (TVCEI) http://www.febtv.com.br/ ----------------------------------------­----------------------------------------­--------- PROGRAMA TRANSIÇÃO http://www.kardec.tv/ ----------------------------------------­----------------------------------------­--------- A exibição deste vídeo pode ser realizada pelo canal porque está dentro dos padrões internacionais exigidos sob a forma de "utilização razoável" (aceitável), pois o canal tem caráter religioso, não é monetizável, não tem fins lucrativos e destina-se à divulgação do Espiritismo Cristão, pertencendo, os direitos autorais, unicamente aos seus produtores e realizadores.


segunda-feira, 28 de março de 2016

DOR E DESTINO - Eliomar Borgo Cypryano

Descrição:


Palestra na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas, no domingo 17 de agosto de 2014, de 09 às 10h. da manhã, com o professor e orador espírita Eliomar Borgo Cypriano, de Vitória-ES. Ele abordou o tema "Dor e Destino: Se a Dor é Inevitável, o Sofrimento é Opcional". Eliomar é trabalhador da Sociedade Praiana de Estudos Espíritas de Vitória e da FEEES – Federação Espírita do Estado do Espírito Santo, em ambas as casas como colaborador do Departamento de Orientação Mediúnica. Ele fez uma abordagem sobre seus estudos e experiências, com foco na necessidade que temos de curar nossa atual existência. A SCEE fica situada à Rua Santa Maria, 51, Centro, Colatina-ES, informações pelos telefones: 27 3722-2756 / 3722-5192 / 99854-2762 / 99907-4060 ou pelo email: sceecolatina@gmail.com. Muita saúde, paz e alegrias! Virgilio Knupp (Presidente da SCEE). Acompanhe as transmissões ao vivo de nossas palestras através do linkhttp://www.redeamigoespirita.com.br/p.... Confiram nossas palestras publicadas na Rede Amigo Espírita através do linkhttp://www.redeamigoespirita.com.br/v... e no Youtube https://www.youtube.com/user/sceecola....



sexta-feira, 18 de março de 2016

JESUS - O médico das almas - HAROLDO DUTRA DIAS

Seminário "Evangelho aplicado ao momento de Transição Planetária" com Haroldo Dutra Dias

Descrição:


Realizado na manhã de 01/02/2015 nas dependências da Associação Espírita Pátria do Evangelho na cidade de Fernandópolis/SP e transmitida ao vivo pela Rede Amigo Espírita.


AS PARÁBOLAS DE JESUS - HAROLDO DUTRA DIAS

Descrição:


O expositor Haroldo Dutra Dias comenta algumas parábolas de Jesus. Realizado no C.E. Francisco de Assis na cidade de São José do Rio Preto-SP.


QUE CONHECIMENTOS NOS TRAZ A NOVA TRADUÇÃO DO NOVO TESTAMENTO?

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

DESIGUALDADE DAS RIQUEZAS


A desigualdade das riquezas é um dos problemas que inutilmente se procurará resolver, desde que se considere apenas a vida atual. A primeira questão que se apresenta é esta: Por que não são igualmente ricos todos os homens? Não o são por uma razão muito simples: por não serem igualmente inteligentes, ativos e laboriosos para adquirir, nem sóbrios e previdentes para conservar. E, alias, ponto matematicamente demonstrado que a riqueza, repartida com igualdade, a cada um daria uma parcela mínima e insuficiente; que, supondo efetuada essa repartição, o equilíbrio em pouco tempo estaria desfeito, pela diversidade dos caracteres e das aptidões; que, supondo-a possível e durável, tendo cada um somente com que viver, o resultado seria o aniquilamento de todos os grandes trabalhos que concorrem para o progresso e para o bem-estar da Humanidade; que, admitido desse ela a cada um o necessário, já não haveria o aguilhão que impele os homens às grandes descobertas e aos empreendimentos úteis. Se Deus a concentra em certos pontos, é para que daí se expanda em quantidade suficiente, de acordo com as necessidades.

Admitido isso, pergunta-se por que Deus a concede a pessoas incapazes de fazê-la frutificar para o bem de todos. Ainda aí está uma prova da sabedoria e da bondade de Deus. Dando-lhe o livre-arbítrio, quis ele que o homem chegasse, por experiência própria, a distinguir o bem do mal e que a prática do primeiro resultasse de seus esforços e da sua vontade. Não deve o homem ser conduzido fatalmente ao bem, nem ao mal, sem o que não mais fora senão instrumento passivo e irresponsável como os animais. A riqueza é um meio de o experimentar moralmente. Mas, como, ao mesmo tempo, é poderoso meio de ação para o progresso, não quer Deus que ela permaneça longo tempo improdutiva, pelo que incessantemente a desloca. Cada um tem de possuí-la, para se exercitar em utilizá-la e demonstrar que uso sabe fazer dela. Sendo, no entanto, materialmente impossível que todos a possuam ao mesmo tempo, e acontecendo, além disso, que, se todos a possuíssem, ninguém trabalharia, com o que o melhoramento do planeta ficaria comprometido, cada um a possui por sua vez. Assim, um que não na tem hoje, já a teve ou terá noutra existência; outro, que agora a tem, talvez não na tenha amanhã. Há ricos e pobres, porque sendo Deus justo, como é, a cada um prescreve trabalhar a seu turno. A pobreza é, para os que a sofrem, a prova da paciência e da resignação; a riqueza é, para os outros, a prova da caridade e da abnegação.

Deploram-se, com razão, o péssimo uso que alguns fazem das suas riquezas, as ignóbeis paixões que a cobiça provoca, e pergunta-se: Deus será justo, dando-as a tais criaturas? E exato que, se o homem só tivesse uma única existência, nada justificaria semelhante repartição dos bens da Terra; se, entretanto, não tivermos em vista apenas a vida atual e, ao contrário, considerarmos o conjunto das existências, veremos que tudo se equilibra com justiça. Carece, pois, o pobre de motivo assim para acusar a Providência, como para invejar os ricos e estes para se glorificarem do que possuem. Se abusam, não será com decretos ou leis suntuárias que se remediará o mal. As leis podem, de momento, mudar o exterior, mas não logram mudar o coração; daí vem serem elas de duração efêmera e quase sempre seguidas de uma reação mais desenfreada. A origem do mal reside no egoísmo e no orgulho: os abusos de toda espécie cessarão quando os homens se regerem pela lei da caridade.

KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. FEB. Capítulo 16. Item 8.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...