Nota

A Doutrina Espírita nos convida ao estudo; mas alerta-nos que sem Obras nunca seremos verdadeiramente ESPÍRITAS.

Seguidores

quarta-feira, 27 de abril de 2011

A CAIXA DE SOMBRAS


Sabe aquele dia que tudo parece dar errado, você se critica, empurra para uma caixa escura o lado sombrio de você mesmo, nega-se a aceitar que seja você mesmo que fez aquilo, que disse isso e ofendeu a alguém, pois é, aquele dia é apenas mais um dia em que você se deparou com o seu lado sombrio.

Carl Gustav Jung chamou de sombra os aspectos negativos que cada um de nós tem e tenta esconder. Por medo de não ser aceito e sofrer críticas do meio, a pessoa esconde suas sombras, mas essas sombras são prejudiciais apenas quando nós as reprimimos, elas fazem parte do nosso todo. Elas são frutos das nossas vivências, experiências e conquistas, entende-las, descobrir suas mensagens e seus tesouros é o segredo para se tornar uno, completo.

Todos nós queremos amar e ser amados e descobrimos cedo em nossas vidas que determinadas atitudes e comportamentos são mal vistos e rechaçados pelos nossos pais e pela sociedade por isso escondemos o nosso lado fraco, negativo e obscuro.

Toda pessoa que deseja crescer espiritualmente precisa conhecer-se, trabalhar seus medos, deixar sua luz aflorar e descobrir o seu segredo e sua grandeza, para isso você precisa abrir sua caixa de sombra.

Mais afinal o que é realmente isso? Se é que você ainda não entendeu.

A caixa de sombras, contem todos os pensamentos que você sufocou. Todos os seus julgamentos, a sua correção, suas mágoas não-resolvidas, todas as suas convicções sombrias. Ela tem um diálogo interior negativo ( não seja gulosa, não seja mesquinha, não seja má, não seja vadia,etc, etc).Nossas histórias. Nossas muitas vidas.

Somado a esse dialogo interno ainda temos a influenciação de mente para mente, da psicosfera da terra, das esferas vizinhas que assolam os invigilantes como nos conta André Luiz no livro Os Mensageiros: Na crosta nossos irmãos menos felizes lutam pela dominação econômica, pelas paixões desordenadas, pela hegemonia de falsos princípios.

Nas zonas imediatas à mente terrestres, entre as entidades perversas e ignorantes, há cooperativas para o mal; sistemas econômicos de natureza feudalista, baixa exploração de certas forças da Natureza, vaidades tirânicas, difusão de mentiras, escravização dos que se enfraquecem pela invigilância, doloroso cativeiro dos Espíritos falidos e imprevidentes, paixões talvez mais desordenadas que as da terra, inquietações sentimentais, terríveis desequilíbrios da mente , angustiosos desvios do sentimentos.

Para descobrir seu tesouro e sua grandeza é necessário o ideal criador, o bem ativo e renovador, a dádiva e a sacralidade do perdão.

Somos humanos e divinos, dito nada menos do que pelo Mestre dos Mestres: "Vós sois deuses, vós sois a luz do mundo, resplandeça vossa luz."

Não ter medo de sua vulnerabilidade lhe faz gigante, quando você aprende a renunciar e a perder você aprende a ganhar. O medo tolhe seus passos, a coragem de ser você mesmo lhe liberta e escancara sua grandiosidade.

A sua caixa de sombra revela sua verdadeira essência.

Para saber mais sobre o assunto leia:

* "Os mensageiros" - André Luiz. Francisco Cândido Xavier

* "O segredo da sombra" - Debbie Ford

* "Memória da Psicanálise. Carl Gustav Jung – O resgate do sagrado."
( Revista Mente e Cérebro)

Fonte: Coluna da Dra. Kátia Marabuco - Meio Norte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...