Seguidores

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

HUMANIZAR-SE


O que difere o ser humano dos outros seres?
Talvez alguns pensem que a pergunta carece de propósito, pois somos tão diferentes dos animais.
Porém, se perguntarmos a um biólogo, esse diria que, geneticamente, pouco nos diferenciamos de inúmeras espécies animais.
Segundo o filósofo alemão Immanuel Kant, o que nos distingue dos animais é a capacidade de nos educarmos, de nos tornarmos humanos.
Para ele, a nossa condição de humanos é adquirida, é conquistada pela educação.
Sem ela, diria Kant, estaríamos muito próximos dos animais.
Percebemos que, biologicamente, fisicamente, guardamos várias semelhanças às espécies animais que habitam o nosso planeta.
Porém, somos infinitamente diferentes deles, justamente porque não somos apenas um ser biológico.
Somos um ser espiritual, com a capacidade de nos educarmos, de alçar voos no rumo da humanização.
Educar é formar e transformar o homem, para que ele desenvolva todas as suas potencialidades e capacidades.
É pelo processo de educação que ganhamos sabedoria e angelitude.
Assim, à medida que investimos em nossa educação, não só intelectual, mas também moral, vamos progredindo, afastando-nos sempre mais da pura condição animal, cada vez mais humanos.
Não é raro encontrarmos pessoas com atitudes que se igualam, por vezes, a das espécies animais, pelo barbarismo, violência ou grosseria.
São almas onde o processo de educação ainda engatinha, ensaia os primeiros e vacilantes passos.
Outros apresentam grandes conquistas intelectuais, porém ainda com valores morais torpes e vis.
Esses desenvolveram sua humanidade em apenas um aspecto, esquecendo-se que também somos seres morais.
E há aqueles sábios em verdade, onde seus profundos conceitos e reflexões ganham coerência com atitudes nobres, pautadas no bem.
Esses são os que já deram passos largos rumo às potencialidades maiores da alma.
Considerando tudo isso, podemos pensar que nossa vida, nossa reencarnação é uma grande oportunidade de nos educarmos, de nos humanizarmos.
Todo o investimento que fizermos para desenvolver nosso intelecto, os estudos e conquistas acadêmicas, nos apoiam nesse sentido.
Porém, também são necessários esforços para adquirirmos e desenvolvermos valores morais.
Jesus, modelo e guia da Humanidade, tinha desenvoltura intelectual para travar diálogos de profundos significados com os mais sábios doutores.
E da mesma forma, a doçura de seu coração era capaz de curar as feridas da carne e as dores da alma de todos que o buscavam.
Por isso Ele é o grande modelo de homem integral para todos nós.
Não somente pleno de conhecimento e sabedoria, mas também sublime nos sentimentos.
Essas são as conquistas que nos aguardam, que esperam nossos esforços.
A larga estrada, que nos conduz, da simplicidade e ignorância até a angelitude e sabedoria.
Redação do Momento Espírita. Em 22.11.2014.

Michel Pépé - L'eau De Cristal
https://www.youtube.com/watch?v=WeRE9FSQDYE

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...