Nota

A Doutrina Espírita nos convida ao estudo; mas alerta-nos que sem Obras nunca seremos verdadeiramente ESPÍRITAS.

Seguidores

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

TUA HARMONIA

Para que vivas em harmonia com os outros e estes contigo, necessitas manter um programa pessoal, mínimo que seja, indispensável aos resultados felizes.
A pessoa que vive bem com as demais conseguiu desenvolver um espírito de cooperação, grande naturalidade em dar como em receber.
Pequenos e simples atos de consideração constituem a primeira regra para um bom relacionamento humano e social.
Se desejas, realmente, viver em harmonia, tenta:

Ser paciente. A pressa é inimiga da amizade, gerando pressão em relação aos outros e descontrole em quem a cultiva. Desse modo, organiza todos os teus momentos, de forma que não necessites viver em agitação ou ansiedade, levando insegurança aos demais. Relaxa-te e confia que chegará o teu momento, no instante apropriado.

Ser caridoso. Todos necessitam de ajuda. Usa a tua palavra para levantar os ânimos debilitados, estimular as novas lutas. Não critiques nem leves ao ridículo a ninguém, nem mesmo quando em tom de brincadeira. Reparte gentilezas de acordo com as necessidades de cada criatura. Um coração caridoso é uma ilha onde a felicidade reside.

Ser amoroso. O teu amor deve alargar-se e não restringir-se, diminuindo o campo de ação. Num mundo carente, toda baga de amor é como raio de luz dissipando a treva e apontando rumo. Rompe os teus bloqueios, teus receios e limites e deixa que o amor te conduza, fluindo de ti para os demais.

Cooperando e confiando no bem, tens a diretriz para a tua harmonia em relação a ti próprio e a todos os demais.

Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...